Ficar ligado nos eventos de ciclismo é fundamental para quem quer entender melhor o esporte. Afinal, é nessas ocasiões que você tem a oportunidade de testar sua performance em cima da bike e/ou assistir.

Pensando nisso, lembramos que agosto é um mês importante para os ciclistas de todo o mundo, afinal, duas importantes competições ocorrem nesse período: a volta da Espanha (La Vuelta) e o Granfondo.  

Você já ouviu falar de algum deles? A volta da Espanha é um dos mais importantes eventos de ciclismo do mundo e acontece anualmente no país europeu, em corridas que duram três semanas. Já o Granfondo simula os tradicionais Grand Fondos italianos, conhecidos por serem provas de longa distância, de pelo menos 120 quilômetros de percurso.

Continue a leitura para conhecer mais sobre esses dois importantes eventos.

Volta da Espanha

Uma das três grandes voltas da Europa — ao lado do Tour de France e do Giro d’Italia — a volta da Espanha é um dos mais importantes eventos de ciclismo do mundo. A primeira edição ocorreu em 1935 e, desde 1955, é realizada anualmente. O formato da volta da Espanha consiste em uma corrida de três semanas que percorre o país europeu em trajetos que são modificados a cada edição.

Neste ano, a competição acontece de 19 de agosto a 10 de setembro e, pela primeira vez, a largada será na França. A volta da Espanha começará em Nimes, com uma etapa por equipes de 13,8 quilômetros. No percurso, estão previstas nove chegadas ao alto, entre elas o íngreme de montanhas Angliru, na 20ª e penúltima etapa.

Segundo os organizadores, neste ano a quilometragem foi reduzida, e o percurso está 200 quilômetros menor do que o Giro d’Italia e o Tour de France. Além disso, há menos rampas e etapas curtas de montanha. A aposta desta edição é menos finais duros e etapas de montanha curtas, que podem ser mais duras. Para compensar, há a crono de 42 quilômetros, uma das mais longas das últimas edições.

Veja, abaixo, todas as etapas da Volta da Espanha na edição de 2017:

Etapas

  • Etapa 1: Nimes – Nimes – Sábado 19 Ago – 13,8 km Contrarrelógio por equipes
  • Etapa 2: Nimes – Gruissan. Grand Narbonne – Domingo 20 Ago – 201 km
  • Etapa 3: Prades Canigo-Conflent – Andorra – Segunda-feira 21 Ago – 158,5 km
  • Etapa 4: Escaldes-Engordany – Tarragona 2018 – Anella Mediterránea – Terça-feira 22 Ago – 193 km
  • Etapa 5: Benicàssim – Alcossebre – Quarta-feira 23 Ago – 173,4 km
  • Etapa 6: Vila-Real – Sagunt – Quinta-feira 24 Ago – 198 km
  • Etapa 7: Llíria – Cuenca. Ciudad Patrimonio de la Humanidad – Sexta-feira 25 Ago – 205,2 km
  • Etapa 8: Hellín – Xorret de Catí – sábado 26 Ago – 184 km
  • Etapa 9: Orihuela. Ciudad del Poeta Miguel Hernández – Cumbre del Sol – domingo 27 Ago – 176,3 km

Descanso

  • Etapa 10: Caravaca Jubilar – El Pozo Alimentación – Terça-feira 29 Ago – 171 km
  • Etapa 11: Lorca – Observatorio Astronómico de Calar Alto – Quarta-feira 30 Ago – 188 km
  • Etapa 12: Motril – Antequera Los Dólmenes – Quinta-feira 31 Ago – 161,4 km
  • Etapa 13: Coín – Tomares – Sexta-feira 1 Set – 197 km
  • Etapa 14: Écija – Sierra de La Pandera – Sábado 2 Set – 185,5 km
  • Etapa 15: Alcala La Real – Sierra Nevada. Alto Hoya de la Mora – Domingo 3 Set – 127 km

Descanso

  • Etapa 16: Circuito de Navarra – Logroño – Terça-feira 5 Set – 42 km Contrarrelógio Individual
  • Etapa 17: Villadiego – Los Machucos. Monumento Vaca Pasiega – Quarta-feira 6 Set – 180 km
  • Etapa 18: Suances – Santo Toribio de Liébana – Quinta-feira 7 Set – 168,5 km
  • Etapa 19: Caso. Parque Natural de Redes – Gijón – Sexta-feira 8 Set – 153 km
  • Etapa 20: Corvera de Asturias – Alto de L’Angliru – Sábado 9 Set – 119,2 km
  • Etapa 21: Arroyomolinos – Madrid – Domingo 10 Set – 101,9 km

Granfondo

O Granfondo é um tipo de prova de longa distância que teve origem na década de 1970, na Itália. Os grand fondos italianos são oficialmente definidos pela distância de pelo menos 120 quilômetros de percurso. Atualmente, uma das mais conhecidas realizadoras de Granfondo no mundo é a GFNY. Fundada em 2010, a marca é responsável por eventos em diversos países: Colômbia, Argentina, Uruguai, entre outros.

O Granfondo é um desafio de resistência pessoal. Aberto para ciclistas amadores e profissionais, conta com toda a estrutura de um verdadeiro Grand Fondo Italiano, com largada em massa, controle de tempo por chip, troféus para os campeões gerais masculino e feminino, além do pódio por faixa etária.

A competição reúne o maior número de ciclistas de nacionalidades diferentes. Em 2016, a prova de Nova Iorque contou com atletas de 93 países. O Brasil foi o segundo com o maior número de inscritos, 702, logo atrás dos Estados Unidos.

Granfondo no Brasil

Em 2017, o GFNY realizou seu primeiro evento no Brasil. A prova ocorreu no dia 6 de agosto, em Conservatória, distrito de Valença, na região sul do Rio de Janeiro. Com oito estações de alimentação e hidratação ao longo do percurso de 160 quilômetros, o Granfondo Brasil contou com mais de 40 batedores moderando o tráfego. Além da competição, a programação conta também com uma feira com música, gastronomia e palestras. 

A prova no Brasil foi realizada em duas categorias: 

  • o GFNY 160km, dividido em geral, por idade, competição por equipe e ele + ela;
  • o GFNY Brasil 80km, um passeio ciclístico cujos tempos são disponibilizados por ordem alfabética.

O Granfondo e a volta da Espanha são duas importantes competições para ciclistas amadores e profissionais. Para participar das corridas, planeje-se com antecedência, prepare-se durante os treinos e invista em acessórios adequados, ideais para manter sua integridade durante provas de longa distância, que demandam alta resistência do atleta.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe com seus amigos no Facebook para que eles também conheçam a importância da Volta da Espanha e do Granfondo!