Você faz parte do grupo de pessoas que fazem questão de levar sua bike a tiracolo onde quer que vá? Então, é preciso conhecer as maneiras corretas e mais seguras para o transporte de bicicletas. As regras para esse tipo de transporte estão dispostas na Resolução 349 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) detalhadamente.

Independentemente da área do veículo onde a bicicleta será levada (teto ou traseira), os equipamentos utilizados no transporte devem mostrar a forma correta de instalação, além da quantidade máxima de bicicletas que podem ser transportadas de uma só vez, e os cuidados para que isso seja feito de maneira adequada, sem interferir no trânsito.

Sendo assim, para evitar problemas, listamos abaixo as formas adequadas para transitar com sua companheira.

O transporte de bicicleta

No teto do automóvel

Diferentemente das regras de transportes para cargas acondicionadas nos tetos dos veículos, o limite de altura de 50 centímetros não é aplicado no transporte de bicicletas. Por conseguinte, é permitido que a bike seja fixada em um trilho posicionado no teto do veículo na posição em pé.

Na traseira do automóvel

A primeira medida que deverá ser observada ao transportar bicicletas na traseira do veículo é se certificar que a visão do motorista não está sendo prejudicada. Além disso, as luzes traseiras do veículo não podem ser encobertas pela bike. Da mesma forma, se a bicicleta encobrir a placa traseira do veículo, uma segunda placa lacrada pelo órgão de trânsito regional deverá ser utilizada.

É importante ressaltar que bicicletas que possuam largura maior que a do veículo não poderão ser transportadas na traseira do automóvel. Se este é o seu caso, você poderá optar por retirar o pneu dianteiro da bicicleta e carregá-lo no porta-malas até o destino.

Em picapes

É permitido transportar bicicletas em picapes, mesmo que o comprimento delas exceda o comprimento das caçambas dos automóveis. Para isso, basta fixar bem a bike e deixar a tampa da caçamba aberta. Neste caso, é preciso sinalizar a parte que estiver fora do limite da caçamba adequadamente e, à noite, usar uma luz vermelha e um refletor da mesma cor.

No entanto, é preciso obedecer à seguinte regra: a medida que compreende o centro da roda até o término da carga, conhecida como comprimento do balanço, não pode ultrapassar 60% da distância que vai do eixo dianteiro ao eixo traseiro do veículo.

O cuidado com as multas

O motorista que não praticar as regras do transporte de bicicletas corretamente poderá sofrer penalidades cujos valores variam de acordo com a infração.

As multas que podem ser aplicadas vão desde a ausência de placas de identificação, a não fixação correta da bicicleta até limites de carga excedidos. Em todos os casos, o motorista receberá uma multa, perderá pontos em sua carteira de habilitação e os veículos poderão ser removidos e retidos para a regularização.

Vale ressaltar que, de acordo com o Contran, a forma mais segura do transporte de bicicletas é carregá-las no bagageiro dos automóveis.

E aí? Gostou de nossas dicas? Compartilhe-as com seus amigos que adoram pedalar.