Ser atleta envolve muito esforço, dedicação e prática constante. Treinos regulares, provas e competições fazem parte da busca contínua por um melhor desempenho nos esportes. Com isso, muitas pessoas acreditam que quanto mais frequentes forem os treinos, melhores serão os resultados. Mas será que isso é mesmo verdade?

Neste post, vamos falar sobre a importância do descanso para atletas e explicar por que, quando o assunto é a prática de esportes e atividades físicas, a máxima “quanto mais, melhor” não só é falsa, como pode prejudicar os seus resultados.

O que acontece com o nosso corpo quando treinamos?

Para entendermos por que treinar mais não significa, necessariamente, obter mais resultados, é importante compreender que durante as atividades o nosso corpo realiza esforços que exigem um trabalho por parte dos nossos músculos.

Durante esse processo, os músculos utilizam as reservas de glicogênio — principal reserva energética das células — para gerar energia de forma mais rápida e, em alguns casos, a demanda energética é tão grande que o corpo precisa utilizar mais fontes, como, por exemplo, do ácido lático.

Além de utilizar as reservas energéticas e, às vezes, produzir substâncias para suprir as altas demandas do corpo, o esforço físico também pode provocar microlesões nos músculos e, ainda, cansaço mental, uma vez que o cérebro funciona de forma ativa para manter os movimentos coordenados e regular as atividades que acontecem simultaneamente durante a prática de esportes.

Qual a importância do descanso?

Agora que você já sabe que os treinos exigem diversas ações por parte do nosso organismo, fica mais fácil entender a importância do descanso: é durante esse tempo que o corpo normaliza os níveis de reserva de glicogênio e se recupera das microlesões musculares. Os benefícios dessa recuperação são diversos e incluem, até mesmo, o crescimento muscular.

Favorece o fortalecimento muscular

Como dito, pequenas lesões acontecem nos nossos músculos durante a prática de atividades físicas e o nosso corpo trabalha, então, para se recuperar. Durante a recuperação, as fibras rompidas são regeneradas e os músculos fortalecidos.

Em caso de esportes com sobrecarga, em que há a utilização de pesos, o trabalho muscular é muito intenso e, na fase de descanso, além do fortalecimento, pode acontecer o crescimento muscular. Ou seja, se você deseja ter músculos maiores e mais fortes, é no descanso que isso vai acontecer.

Mantém o corpo saudável

Justamente por fortalecer os músculos, o descanso faz com que o corpo se torne mais resistente, evitando desgastes nas articulações, lesões e, até mesmo, mantendo a imunidade alta. Além disso, evita a estafa mental, a sensação de irritabilidade e de cansaço em excesso. O resultado do descanso é, então, um melhor desempenho físico na modalidade praticada.

Por que evitar competições consecutivas?

Muitos atletas não veem problemas em competir em fins de semanas consecutivos, ou em um curto intervalo de tempo, por pensarem que o descanso de um ou dois dias é suficiente para a recuperação do corpo.

Acontece que a preparação para as provas e competições é, geralmente, mais intensa, os treinos são mais pesados e, muitas vezes, também são mais longos. A alimentação muda, o estresse aumenta etc.

Além disso, o desgaste gerado durante as provas é muito maior do que o desgaste normal dos treinos. Por isso, provas e competições exigem um descanso maior.

Não se esqueça de que treinar excessivamente pode acabar prejudicando os seus resultados. Aí a importância do descanso. Respeite os limites do seu corpo para evitar lesões e machucados mais sérios, fortalecer os seus músculos e melhorar o seu desempenho.

E se você se interessa por assuntos relacionados ao desempenho nas atividades físicas, não deixe de conferir o nosso post sobre a perda de condicionamento físico, como ela ocorre, suas consequências e mais.