Como qualquer outro esporte ou atividade de lazer, a prática de ciclismo requer cuidados com a segurança dos praticantes, principalmente daqueles que estão começando a se aventurar no mundo das pedaladas. Apesar de sua utilização não ser obrigatória por lei no Brasil, o uso de óculos de proteção, luvas, calçados adequados e capacete, aumentam e muito, a segurança do ciclista, diminuindo o risco de lesões sérias em casos de acidentes.

Por isso, no post de hoje, listamos os tipos de capacete mais adequados para você. Continue a leitura e confira!

Como escolher o capacete: os principais tópicos

Objetivo

Primeiramente, avalie o seu objetivo: você usa a bike para se deslocar para o trabalho diariamente? É ciclista de final de semana? Treina para competições? Curte o mountain bike? Existem tipos de capacete específicos para cada tipo de ciclismo, então, tenha isso em mente na hora de escolher o seu.

Independentemente do tipo de capacete, o objetivo principal de sua utilização é a proteção de sua cabeça em caso de impactos. De maneira geral, os capacetes são constituídos por uma concha plástica exterior, seguida por camadas de proteção interna e um sistema de ajuste, podendo ou não estarem equipados com sistemas de ventilação.

Atualmente, alguns modelos de capacete possuem a tecnologia MiPS (Multi-directional Impact Protection System) que oferece proteção adicional contra impactos horizontais e oblíquos. Procure o selo que comprove que o capacete que você escolheu possui essa tecnologia.

Tamanho

O tamanho também é uma questão importante. Eles não devem estar muito apertados, mas tampouco podem ficar “dançando” na cabeça. Experimente vários, até achar um que se ajuste corretamente à sua cabeça. E, por último, nunca se esqueça de verificar se o capacete possui o selo do Inmetro, certificação brasileira que comprova a eficácia do produto!

Agora, confira abaixo, os principais tipos de capacete disponíveis no mercado, e escolha o que mais se adapta à sua realidade.

Capacete aberto (meia concha)

É o tipo de capacete mais comum e utilizado por ciclistas. Eles possuem sistemas de ventilação, que mantêm a cabeça arejada. Alguns modelos são mais indicados para o ciclismo de estrada, por possuírem a tecnologia Aero, que proporciona maior aerodinâmica, essencial para essa prática. Outros modelos também podem vir com abas, que protegem do sol e de eventuais galhos.

Capacete coquinho (urbano)

Quem pedala na cidade necessita de um capacete mais fechado e achatado na parte superior. São os chamados coquinho. Bastante utilizados pela galera que pratica street, BMX e vertical, alguns modelos são fabricados em material à prova d’água e podem vir com luzes (para quem pedala à noite).

Capacete fechado

Semelhantes aos capacetes de motociclismo, esses modelos são indicados para quem pratica modalidades extremas, com altura e grandes velocidades. Eles são fechados e cobrem toda a cabeça, inclusive o queixo.

Capacete para ciclismo de pista

Para quem compete em ciclismo de pista, existem os capacetes exclusivos para a modalidade, totalmente fechados e aerodinâmicos, com visor integrado.

Seja qual for o capacete escolhido, é importante ressaltar que ele deve ser substituído sempre que houver algum impacto. Isso porque mesmo que, aparentemente, ele não apresente nenhum dano, suas estruturas internas podem estar comprometidas.

Já sabe como escolher o capacete mais adequado para você? Então, não deixe de conferir 4 dicas de roupas para ciclistas.