Aumentar a cadência no ciclismo é uma verdadeira necessidade na cena competitiva atual. Para todos aqueles atletas amadores ou profissionais que buscam uma melhora sensível no seu desempenho, é fundamental ter não só o conhecimento prático, como teórico a respeito dessa importante técnica para poder aumentar a sua performance.

No artigo de hoje nós vamos abordar várias questões importantes sobre este tema que podem fazer com que a sua perícia no esporte melhore bastante. Ficou interessado em saber mais? Continue lendo!

Aumentar a cadência no ciclismo ou pedalar mais forte?

Esse é o “debate” mais famoso de todos no mundo dos pedais.

Há algumas décadas atrás, perto do início dos anos 80, o ciclista tinha como maior objetivo pedalar com força e constância para se mover o mais rápido possível. Isso era verdade principalmente para os atletas da modalidade estrada.

Todavia, com o avanço da tecnologia e até mesmo do esporte, nos anos 90 uma nova geração surgiu. Nessa geração, atletas como Lance Armstrong, tinham como maior objetivo não a força, mas sim a eficiência para se mover gastando o menos de energia possível.

A solução para esse novo objetivo era manter uma “frequência” (cadência) de pedalada muito mais alta, diminuindo o máximo possível a necessidade de usar a força para a locomoção.

Como você pode observar, essas duas gerações apresentam ponto de vistas bem diferentes. Porém, mesmo em meio a polêmicas e indagações, a cadência mais elevada é considerada atualmente o “padrão” para o esporte, já que é muito mais fácil ter um maior domínio do seu esforço físico durante a prova utilizando esta abordagem.

E todos nós sabemos que, principalmente em provas mais longas, o controle do desgaste físico é essencial para atingir bons resultados.

Como treinar para atingir uma maior eficiência?

O primeiro passo para atingir bons resultados é ter certeza de que a sua bike está completamente ajustada para o seu perfil físico e para as suas necessidades individuais. Uma das melhores maneiras de não ter dúvidas quanto a essa questão é passando pelo processo de Bike Fit.

Já o segundo passo, é ter uma atenção especial para o seu condicionamento físico. No aumento da cadência da pedalada o desgaste muscular acaba se tornando menor, mas, em contrapartida, um bom condicionamento cardiovascular é necessário para aguentar todo o percurso e manter o rendimento.

Sendo assim, é fundamental que treinos intervalados de alta intensidade sejam inseridos no programa de treinos do atleta. Ele é essencial para garantir o desenvolvimento fisiológico do praticante e ele também ajuda no desenvolvimento da cadência indiretamente.

Por fim, como terceiro e último passo, é necessário que o desportista tenha o treino com o princípio da especificidade para que ele realmente consiga aumentar o número de pedaladas por minuto. Ou seja, é necessário que ele realmente utilize treinos que possuem a finalidade quase exclusiva do aumento da cadência.

Um dos melhores protocolos atuais para aumentar a cadência, é realizar em uma bicicleta (preferencialmente estacionária) a pedalada de uma única perna. Um dos pés deve estar preso no pedal e o outro deve estar em um local seguro e confortável na bicicleta.

Uma vez que o atleta está posicionado, é exigido que ele coloque em uma marcha leve e em seguida pedale em alta intensidade por 20 ou 30 segundos. Em seguida, a perna é trocada e o mesmo exercício é realizado. Devem ser completadas várias séries com ambas as pernas. O recomendado inicialmente são de três a cinco séries em cada lado.

Conforme a musculatura sofre adaptação, sugere-se que o tempo de execução deste exercício seja aumentado para 45 segundos ou até a exaustão – não se esqueça de ter o acompanhamento de um profissional.

Para melhores resultados é necessário que o praticante tenha uma ideia do seu RPM atual. Caso ele não saiba, existem equipamentos especializados a realizar essa contagem automaticamente. Na falta deste equipamento, a contagem “manual” deve ser utilizada em todo treino.

A cadência alvo desejável de um atleta em bom nível físico é de 90 RPM.

Gostou do artigo sobre como aumentar a cadência no ciclismo? Siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram) e fique por dentro de mais dicas e novidades!