Conhecer alguns conceitos básicos da mecânica de bicicleta é extremamente importante para evitar problemas. Além disso, ao entender o funcionamento da sua bike, você aprende a fazer pequenos consertos. 

Neste post, listamos alguns conceitos importantes que você deve conhecer sobre mecânica. Boa leitura!

1. Rodas, cubos e eixos

  • rodas: compostas por um pneu de borracha, as rodas são montadas sobre um aro, um cubo central e os raios de ligação (geralmente 36);
  • cubos: localizados na parte central da roda, os cubos são os responsáveis por permitir a rolagem eficiente das rodas. Seu rolamento pode ser de copo e cone (esferas soltas) ou industrializado (roletado);
  • eixos: passam por dentro dos cubos, servindo de apoio para o rolamento.

Assim como diversos itens da bicicleta, as rodas, cubos e eixos precisam de manutenção periódica para funcionar corretamente. Por isso, confira sempre o alinhamento da roda e se certifique de que ela não está balançando. 

Além disso, todos os raios devem estar com tensão parecida (nem muito esticados e nem muito frouxos). Já os cubos precisam de lubrificação regular — assim como ocorre com as correntes — para não enferrujar e causar acidentes

Com o que eu preciso ficar atento?

Geralmente, as rodas são encaixadas no quadro por meio de porcas ou blocagens. Esta última costuma ser a opção mais segura, já que porcas mal pressionadas podem danificar o quadro e até fazer com que a roda saia de sua posição original.

2. Correntes, cabos e conduítes 

  • correntes: responsáveis por levar a força que colocamos no pedal até o cassete da roda traseira, que faz com que a bike ande;
  • conduítes: capas que cobrem os cabos de aço;
  • cabos: podem ser feitos de aço inoxidável, extrusado (fios pré-esticados), teflonado (é aplicado uma camada de teflon) e polímero (contém um lubrificante desenvolvido especialmente para a função).

Para preservar esses itens, é importante fazer a limpeza e a lubrificação correta de sua bike. Para isso, comece passando um desengraxante por todo o sistema de transmissão (corrente, coroa, câmbio e cassete). Depois, enxágue e lave novamente os componentes com um sabão em pó diluído em água. Quando tudo estiver seco, passe um lubrificante específico para bicicleta.

Com o que eu preciso ficar atento?

A instalação de cabos e conduítes de má qualidade é uma das principais causas de acidentes envolvendo ciclistas. Por isso, escolha bons materiais e leve a sua bicicleta para revisões periódicas. Lembre-se de que os conduítes têm vida útil muito curta.

3. Pneus e câmaras de ar

  • pneus: existem diversos tipos de acordo com a modalidade que o ciclista pratica. Eles podem ser lisos (slicks) ou possuir cravos com formatos e espaçamentos distintos;
  • câmaras de ar: com a função de proporcionar conforto e segurança durante a pedalada, as câmaras são feitas com materiais plásticos de alta resistência, que bloqueiam a saída de ar.

Esses são os itens que estão mais sujeitos a problemas, já que qualquer objeto pontiagudo pode danificá-los. Para prevenir acidentes, evite andar em terrenos com arames, pregos, vidros ou outros. A boa notícia, contudo, é que o conserto de pneus e câmaras de ar furados é bem simples de ser realizado!

Com o que eu preciso ficar atento?

Bikes de boa qualidade costumam vir com câmaras de ar bastante resistentes a furos e outros problemas. Por isso, invista em um bom modelo!

Agora que você já sabe quais são os conceitos básicos da mecânica de bicicleta, compartilhe este artigo em suas redes sociais e ajude outras pessoas a entenderem o funcionamento da bike!