Não adianta só ter os melhores equipamentos e uma excelente saúde física; no ciclismo de alta performance, o conhecimento sobre física também é algo extremamente importante para o rendimento de qualquer atleta. Afinal, que maneira melhor para conseguir quebrar as barreiras do vento (e do tempo) do que dominar a ciência da aerodinâmica?

Duvida disso? Então, confira nosso post e entenda como a aerodinâmica influencia em suas pedaladas — até mais do que você imagina! Vamos lá!

Como a aerodinâmica influencia na sua pedalada

Bem, antes de qualquer coisa precisamos entender o que é aerodinâmica: é a junção dos termos gregos aerios, que diz respeito ao ar, e dynamis, que, em português, quer dizer dinâmica, a aerodinâmica nada mais é do que um estudo das forças e movimentos realizados através do ar. Um estudo superimportante para a criação de aviões, de carros e, claro, de bicicletas.

Nele, entendemos o que é o atrito, o empuxo e até a resistência — se lembrou das aulas de física lá do colégio? —, pontos bastante importantes para o sucesso de qualquer atleta no ciclismo de alta performance.

O ciclismo de alta performance e a física

Ao contrário do que acontece no ciclismo convencional, no de alta performance, é sempre importante ter foco no desempenho, buscando as melhores maneiras para ir do ponto A ao ponto B com menos tempo e menor desgaste físico. Algo que só é possível com entendimento das forças da física.

Veja só: quando um ciclista entende de aerodinâmica, ele consegue encontrar a melhor posição para reduzir a pressão do ar nas retas, reduzir os efeitos da gravidade nas subidas e até mesmo aproveitar as descidas da melhor maneira para ganhar tempo em competições.

No entanto, ainda que o entendimento de física seja importante para o atleta, se as suas roupas e as peças da bike não forem das melhores, não tem ciência que ajude.

Das roupas até as peças

Então, você já entendeu que ter um bom conhecimento a respeito de aerodinâmica é tão importante quanto ter um bom equipamento, certo? Pois agora vamos entender como essa parte da física afeta cada um dos itens da sua bike e como é possível aumentar o rendimento de cada um deles.

Guidão

Se você quiser competir com sua bike, não tem jeito: tem que descolar um guidão aerodinâmico para que seja possível colocar os braços da melhor maneira para quebrar a barreira do vento.

Skin suit

Esses macacões especiais para a prática de bike são excelentes para reduzir o atrito do vento sob o corpo do atleta, fazendo com que ele consiga correr com menos efeito de pressão.

Para se ter uma ideia, segundo a pesquisa Bicycles and Aerodynamics, de Rainer Pivit, um macacão especial pode ajudar um ciclista a reduzir em até 29 segundos o seu tempo de corrida a cada 40km — o que em competições quer dizer muita coisa.

Capacete

Se você quer ter uma boa performance na pedalada, é muito importante ter um tipo de capacete mais aerodinâmico que ajude tanto na quebra do vento quanto na estabilidade durante a pedalada (e nas descidas). Os dados confirmam essa informação: você consegue aumentar sua performance em 5% se estiver com o capacete ideal para a prática.

Garrafa d’água

Acredite: colocar a garrafa d’água no canote da bike é mais eficiente do que não levá-la para o pedal. Isso ajuda a manter a estabilidade da magrela durante as corridas — principalmente se a garrafa for projetada para melhorar a aerodinâmica.

Ainda assim, existem estudos que apontam a decisão de não levar uma garrafinha d’água para a prática, se ela não tiver o formato correto e nem estiver na posição exata para melhorar a performance do atleta.

Importante tanto para as corridas de fórmula quanto para o ciclismo de alta performance, como você viu por aqui, o entendimento de aerodinâmica pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso em uma pedalada mais profissional.

Por isso, na próxima vez em que for subir na bike, não se esqueça de se preparar de acordo para vencer a pressão do caminho.