Em meio ao trânsito caótico que assola a maioria das cidades brasileiras, pedalar com segurança requer alguns cuidados especiais e atenção redobrada. O Brasil é um país que prioriza a cultura de veículos motorizados em detrimento das bicicletas e é difícil encontrar ciclovias e espaços específicos para os ciclistas. Por isso, o cuidado ao pedalar deve ser constante.

Para ajudar você a ser um ciclista mais seguro, vamos dar algumas dicas essenciais do que você deve fazer para ter segurança nos treinos de rua. Acompanhe o post!

Respeite as leis de trânsito

A bicicleta é um veículo reconhecido pelo Código de Trânsito Brasileiro, portanto, deve seguir as normas presentes na legislação específica. 

Não trafegue na contramão

Primeiramente, lugar de bicicleta não é na calçada e nem na contramão. Muitas pessoas preferem trafegar na mão contrária aos carros, pois se sentem mais seguras observando o trânsito de frente. No entanto, essa percepção está errada.

Se o ciclista andar na contramão e se chocar com outro veículo, a velocidade dos dois se soma e o impacto pode ser muito maior. Além disso, o motorista tem menos tempo para reagir, pois a velocidade de aproximação da bicicleta reduz o tempo de decisão.

Pare no sinal vermelho

Mesmo que você esteja de bicicleta, é preciso respeitar os sinais. Passar o sinal vermelho pode ser perigoso ao ciclista e aos pedestres. Você pode ser atingido por algum carro no cruzamento ou, até mesmo, atropelar um pedestre.

Caso você esteja com muita pressa e deseja atravessar no sinal vermelho, desça da bike e vá caminhando. 

Sinalize

Para a sua segurança, faça com que os outros motoristas saibam o que você pretende fazer. Utilize as mãos para pedir passagem ou avisar quando estiver para fazer uma conversão. 

Posicione-se adequadamente e mantenha distância

O recomendado para a segurança do ciclista é sempre trafegar pela direita, onde normalmente os veículos transitam com velocidade menor. Apesar de o Código de Trânsito obrigar o motorista a manter uma distância de 1,5 m do ciclista, alguns não sabem disso e trafegam próximos às bicicletas. 

Utilize os equipamentos de segurança 

O ciclista seguro deve usar todos os equipamentos de segurança, principalmente quando for trafegar em estradas e em alta velocidade. O capacete, apesar de não ser um item obrigatório por lei, é indispensável. Em caso de acidente, pode amenizar danos e, até mesmo, evitar um traumatismo craniano.

As luvas são importantes para preservar a pele e os óculos para evitar que o vento ou algum tipo de sujeira entre nos olhos, prejudicando a condução e podendo causar um acidente.

Quanto à bicicleta, há algumas sinalizações obrigatórias por lei: campainha, retrovisor do lado esquerdo e sinalização noturna na parte frontal, traseira, lateral e nos pedais. Além destes itens, recomendamos que o ciclista se proteja de outras formas.

  1. Use luz branca ou amarela na dianteira e vermelha na parte traseira. Se você costuma trafegar muito à noite, considere substituir a luz por um farol.
  2. Adicione ao capacete um sinal de luz também, pois você pode olhar diretamente para o motorista e ter a certeza de que ele está ciente que você está na pista.
  3. Equipe sua bicicleta com uma buzina.
  4. Utilize sempre roupas claras ao pedalar à noite e, se possível, faça com que as luzes da bike pisquem para aumentar a visibilidade dos motoristas. 

Cada vez mais pessoas estão adotando as bicicletas, tanto para passeio quanto para esporte. Mesmo que você seja um ciclista profissional ou que leve o esporte a sério, é sempre interessante ler e lembrar algumas dicas de segurança. Muitas vezes, estamos tão seguros do que fazemos que esquecemos de alguns princípios básicos.

Siga nossas dicas e seja um ciclista seguro. Se você curtiu o post, compartilhe nas redes sociais e ajude seus amigos a se protegerem também.