A região dos Alpes suíços é o point de uma nova febre de quem gosta de pedalar. O ciclismo de montanha nevada se tornou mais acessível na Europa depois da popularização das chamadas “bicicletas gordas” — bikes com pneus largos e ganchos que otimizam a aderência no terreno e a tração.

A cidade de Gstaad têm recebido edições do festival de ciclismo na neve, que contempla diferentes provas e ainda a exposição de bicicletas e equipamentos. O festival se originou pela alta demanda por eventos de ciclismo na neve para amadores na Europa, já que o circuito tradicional se restringia a poucos campeonatos para atletas radicais.

Acompanhe os tópicos seguintes e compreenda melhor a difusão do ciclismo de montanha nos Alpes!

Ciclismo de montanha nevada nos Alpes

Como já deve ter sido possível perceber, o ciclismo de montanha na neve do inverno é ​​a mais nova mania nos Alpes. Desde que as chamadas “bicicletas gordas” começaram a ser comercializadas, muitos tem aderido ao esporte na Europa.

Originalmente inventada por fanáticos de ciclismo nos EUA há 30 anos atrás, recebem o nome de “bicicletas gordas” devido aos seus pneus serem extra grandes para poder enfrentar a neve, areia e outro terreno que esteja além das capacidades de moutain bikes tradicionais.

De acordo com a revista Outside com sede nos EUA, o ciclismo de montanha nevada, atualmente, é um dos esportes de inverno de maior crescimento da América. 

As primeiras pedaladas

Há quem diga que não é muito mais difícil do que aprender a esquiar, afinal, se você pode andar numa bicicleta comum, você pode andar numa “bicicleta gorda”.

É claro, é de se esperar que exista uma dificuldade inicial no período de adaptação, mas nada que a persistência e alguns treinos não possam resolver. É bom dizer que as paisagens dos Alpes servem de grande incentivo.

Dadas as características do terreno, o ciclismo de montanha nevada exige que as bicicletas tenham quadros maiores do que se comparadas às bicicletas de montanha comuns, por isso uma das primeiras familiarizações que deve ocorrer é a de se habituar com a manobra da bicicleta, mantendo o equilíbrio, especialmente em baixa velocidade.

Seus pneus robustos transitam suavemente sobre a neve dos Alpes, o que justifica seu sucesso por lá. 

Turismo sobre duas rodas

A bicicleta é um veículo de transporte que tem se popularizado muito, não só pela facilidade de locomoção, como também por ser um veículo sustentável, uma ótima opção para passeios agradáveis durante o verão, e agora também viabilizando a exploração das paisagens alpinas no inverno, resumindo, é um verdadeiro sucesso.

É claro, no momento, o ciclismo de montanha nevada ainda é novidade e desperta olhares curiosos dos caminhantes. Mas tudo leva a crer que irá se popularizar ainda mais. O passeio através da paisagem do inverno de Gstaad, um oásis no meio dos alpes suíços, é um grande exemplo de como explorar a região. 

Já conhecia essa outra vertente do moutain bike? Bem-vindo ao incrível mundo do ciclismo, onde aventura é o que não falta! Aproveite para conferir nosso outro post sobre cicloturismo!