Para quem pratica ciclismo, sempre há a pergunta sobre qual o melhor tipo de treino. Entre as diversas formas, que devem ser sempre definidas conforme os objetivos traçados e sob orientação profissional, estão as subidas e ladeiras.

No post de hoje, falaremos sobre algumas técnicas de ciclismo para alcançar os melhores resultados no treino em trajetos íngremes. Acompanhe!

Métodos de subida

Principalmente para os ciclistas que treinam para competição, a subida tem papel importante, pois pode decidir quem terá maior vantagem no momento da chegada. Por isso, subir bem está entre as prioridades de quem está em busca de uma performance campeã.

Relação entre potência e peso

Para conseguir a melhor técnica de ciclismo para sua subida, é preciso entender sobre a relação entre peso e potência. Isso significa ajustar a potência (força) de acordo com o peso do ciclista. Ou seja: para melhorar essa parte do trajeto, é possível perder peso e manter a potência ou será necessário aumentar a força aplicada em caso de se manter o peso.

Subir em pé ou sentado

Outra recomendação para conseguir maior rapidez e melhor desempenho na subida é fazer esse percurso sentado quando ele for longo. Dessa forma, é possível aplicar a força de maneira controlada, economizando energia.

Por mais que a subida em pé aumente a potência, poderá cansar mais rapidamente o ciclista. No mais, alterne para pedalar em pé por pouco tempo, se for para alterar os músculos utilizados.

Cadência

A cadência é parte importante das técnicas de ciclismo para subidas e ladeiras porque é responsável por manter o ciclista no ritmo certo e sem se estafar logo. Recomenda-se algo próximo de 80 a 90 RPM a fim de diminuir a o nível de força aplicado nas pedaladas, o que poupa a musculatura das pernas.

Treinamento

Para conseguir alcançar as melhores marcas em níveis íngremes, nada melhor que o treinamento. Por isso, busque usar o máximo de força de maneira constante, o que pode também ser feito em níveis planos ou priorizando ladeiras sem muitas dificuldades nas primeiras séries.

Pratique em tempos regulares, de 10 minutos a 1 hora, com aumento na potência pelo maior período possível. O treino auxilia também na performance cardiopulmonar, importante principalmente nos trajetos nas serras ou trilhas.

Técnicas de ciclismo e alimentação

O treino para subidas a ladeiras não envolve somente os tiros, potência, ritmo, respiração, cadência e tantas outras técnicas de ciclismo. Na verdade, tudo isso começa nos hábitos alimentares do ciclista. Por isso, tenha uma alimentação sempre saudável a fim de manter seu peso condizente com seus objetivos.

Além disso, fique atento aos nutrientes que vai ingerir no pré-treino, o que deve ser feito em torno de 20 minutos antes. Obviamente, não se pode esquecer da hidratação. Assim, você terá a capacidade do seu organismo sempre em prol do melhor desempenho.

As técnicas de ciclismo mais apropriadas sempre são orientadas por um profissional. Lembre-se também de consultar um médico antes de fazer treinos muitos puxados, principalmente quando for fazer subidas e ladeiras, que exigem bastante da musculatura e do sistema cardiopulmonar.

Outras dicas importantes são a utilização de roupas adequadas – que vão otimizar sua performance, permitindo uma boa transpiração da pele – e rotinas de recuperação posterior ao treino em trajetos íngremes.

Ao trazer tais dicas de como fazer ótimas subidas e ladeiras para o seu dia a dia de treino, você perceberá resultados em seu desempenho como biker de forma rápida, mantendo sempre a saúde.

Agora que você aprendeu ainda mais sobre técnicas de ciclismo, que tal compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais? Aproveite para mostrar a mais pessoas como se consegue uma excelente performance em trajetos íngremes!