Quando o assunto é competir ou bater recordes pessoais no ciclismo, o senso comum dita que o certo é subir na bicicleta e treinar pesado. Mas de acordo com os estudos feitos na área de fisiologia esportiva, essa não é a chave para o sucesso: aperfeiçoar a técnica e a postura adequada na bicicleta — ajuste conhecido como bike fit —, por exemplo, são estratégias fundamentais para melhorias no condicionamento físico, assim como estabelecer objetivos, manter uma dieta balanceada e planificar bem os treinos.

Saiba mais sobre o assunto e anote algumas dicas para aprimorar seu condicionamento!

Período de base: o alicerce do treinamento

Nesse período que antecede qualquer temporada de treinos, o corpo começa a se adaptar às cargas e, por isso, é importante investir em volume em vez de em intensidade. Assim, o organismo responderá gradativamente, aumentando o número de hemácias no sangue, a capacidade circulatória dos capilares nos músculos e o aprimoramento técnico. Basicamente, o que acontece é o aumento da disponibilidade de oxigênio no sangue, que retarda efeitos da fadiga.

A relação volume x intensidade

Sair de casa para treinar pensando só em cumprir uma distância ou tempo é um grande erro. Não é a alta quilometragem que define o bom ciclista, mas a forma de conciliar a potência e o volume: se o desempenho está estagnado, é preciso analisar se a periodização está coerente com seu calendário de provas e se os estímulos estão sendo variados para que o corpo e os músculos continuem se adaptando fisiologicamente.

Entre treinos preparatórios, competitivos e de transição, escolha aquele compatível com o condicionamento físico requerido na fase para a qual você está se preparando.

Treinamento Intervalado

O treino intervalado  é um grande aliado no ganho de condicionamento físico: com ele, você recruta mais fibras musculares sem gastar tanta energia, o que te permite ir mais longe durante as provas. O ideal é começar com séries intervaladas, alternando pesado e leve, e ir trabalhando relações mais intensas aos poucos.

Disciplina é alma do negócio

A rotina corrida prejudica a sua assiduidade no pedal? O auxílio de um profissional de educação física ajuda a potencializar cada hora de treino, adequando-o melhor aos seus objetivos para que eles sejam alcançados sem grandes riscos de lesão. Bons planejamentos, que dividem a rotina de treino em momentos distintos também garantem que você faça descansos suficientes, sejam eles ativos ou passivos.

Além disso, a ajuda do coach é super bem-vinda na hora de combinar um treinamento de força específico, que pode ser feito na sala de musculação, ao pedal. Essa é uma boa estratégia para aumentar a potência do exercício e adquirir velocidade média mais alta.

Ciclistas unidos jamais serão vencidos

John Verheul da JBV Coaching, em entrevista ao portal Bike Radar, explicou que metas esportivas são muito mais bem-sucedidas quando pelo menos mais uma pessoa está envolvida. Isso porque o sentimento de coletividade cria mais responsabilidade e compromisso com a atividade física e com o outro. Isto é, se você deixa de treinar, prejudica não só a si mesmo, mas também ao seu parceiro. Por isso, procure sempre grupos de ciclistas ou crie um para sentir-se sempre mais motivado a pedalar atrás de seus objetivos.

Se dê motivos para pedalar

Que tal se presentear com alguns equipamentos e ferramentas novas? Aplicativos, computadores para bike e medidores de frequência cardíaca, por exemplo, ajudam a quantificar seus esforços e a acompanhar o progresso, o que pode ser muito estimulante. Uma bicicleta nova, um capacete ou mesmo shorts novos dão aquele ânimo extra pra dar continuidade nos treinos nas fases em que os objetivos parecem ainda inalcançáveis. Mas lembre-se: a qualidade desses equipamentos é muito importante para a sua segurança!

Se fosse possível resumir o processo de melhoria do condicionamento físico em uma só palavra, seria: comprometimento. Inscreva-se em competições e provas como uma forma de motivação, coloque metas, dedique seus desafios a pessoas que você gosta e admira, evite a ingestão de açúcar, de álcool e de tudo aquilo que não fortalece seu sistema imunológico. Tenha sempre seus objetivos em mente!

Ainda tem dúvidas? Que tal ficar por dentro de mais dicas como essas para potencializar seus treinos? Curta nossa página no Facebook e acompanhe a gente por lá!